Podem atirar. Vão matar apenas um homem.

outubro 2, 2007 às 1:11 pm | Publicado em Che Guevara, João do Caminhão, Veja | 8 Comentários

Se forem no site da Revista Veja  poderão ler seu artigo sobre a morte do guerrilheiro Che Guevara. Um artigo cheio de erros, omissão e tendencioso. Que sai em uma data oportunista, ótima pra fazer propaganda contra seus ideais e como dizem: a esquerda e seus mitos.

Não quero invadir a redação da revista e nem promover boicotes contra a mesma, vou apenas dizer o que está errado sobre o Che Guevara, cada um acredita no que quiser e isso não é problema meu, quanto ao tendencioso, ele se apresenta em todo o artigo.

O artigo começa com uma frase que dizem ser do próprio Che dita ao ser capturado: “Não atirem. Sou Che. Valho mais vivo que morto” onde demonstra o apelo desesperado pela vida e o reconhecimento sem disfarce de sua derrota, a frase que dizer isso, se ela realmente tivesse saído, isso a Veja não diz,  também não diz que essa frase não é confirmada e que existem mais duas frases que pessoas presentes no acontecimento alegam ser verdadeiras, são elas: “Sou Che Guevara. E fracassei.” Um reconhecimento de sua derrota e nem o apelo por misericórdia, e um silencio a única frase dita seria de um de seus combatentes, no momento em que apontam armas para o prisioneiro “Caralho, este é o comandante Che Guevara, merece mais respeito”. Outro erro grotesco. O próprio nome do guerrilheiro “Ernesto Guevara Lynch de la Serna” de onde saiu esse lynch? Nome verdadeiro: Ernesto Guevara de la Serna apenas o pai assinava Lynch. Outra frase errônea, na hora de sua execução a revista diz que Guevara teria dito: “Você vai matar um homem”, faltou disserem que ele se ajoelhou e disse que era um ser humano, que não merecia morrer, o que ele teria dito foi, “Pode atirar, vai matar apenas um homem” o que seria mais aceitável,  pois seria de acordo com sua personalidade de que podem matar um homem, mais não seu exemplo, e o exemplo ele já estava dando, tão certo de que deu que ainda hoje publicam artigos mudando fatos, numa tentativa de deturpação de sua imagem. 

Pegam um comentário do francês Régis Debray sem disserem que foi um Guerrilheiro que não consegui cumprir as ordem, foi capturado, delatou a guerrilha na prisão e foi solto após o envolvimento de seu governo, onde ele diz que Che era adepto de totalitarismo até o último pêlo do corpo. Como assim? Se aos finais de semana ao invés de ter folga trabalhava no canavial, se quando entrou pro governo abaixou seu próprio salário para um salário mínimo.

Se querem jogar Che Guevara em um lixo devem jogá-lo em uma lata separada de todos os líderes comunistas, outro erro da Veja na tentativa afobada de destruição de um mito, Che Guevara discordava de Fidel em alguns pontos econômicos, discordava sobre a política da convivência pacífica entre o mundo socialista e capitalista, acusou as potências comunistas de explorarem os paises mais fracos que aderiram o bloco, dando o exemplo da URSS e Cuba, não a como compará-lo com todos esses líderes.

Depois de ser capturado Che Guevara foi assassinado 24 horas depois, ele foi capturado vivo, portanto era um prisioneiro de guerra, deveria ter sido julgado e não morto, por isso sua morte foi escondida, alegaram ter morrido no dia 8 em combate, mas morreu no dia 9, executado, com as mãos amarradas, com uma forte crise de asma, e sem perder sangue, por causa da grande anemia que se encontrava. Para Che, os povos oprimidos tinham que enfrentar o imperialismo com as mesmas armas que estes usavam, e qual era a política das ditaduras impostas pelos EUA na América Latina? O uso de armas e fuzilamentos. Sua morte comprova que essas eram as armas utilizadas pelo inimigo.  O fuzilamento, a perseguição de seus inimigos políticos, que acabavam em tortura e morte, daí vem a frase “Fuzilamos, e seguiremos fuzilando até que seja necessário”, por isso quando foi comandante em La Cabana ele fuzilou, todos os acusados contavam com defesa, contra a acusação popular, e em sua maioria eram militares carrascos do antigo regime de Batista. Sobre isso ele disse: “Se os deixarmos livres eles voltaram, e tentaram derrubar a revolução” E o que aconteceu em 1961? Foram invadidos na conhecida Bahia dos Porcos, por uma tropa formada por dissidentes cubanos. Que foram pra Miami após a revolução. Aí se justifica a sua “cabeça sanguinária”. Na Bolívia percebe-se que isso não passa de lenda, se ele fosse essa máquina de matar, por que não matava os soldados capturados na Bolívia? Pelo contrário ele tomava-lhes as armas e soltava a todos que sempre o delatavam.

 

Não a como desmistificar Che Guevara, pois ele não morreu como o comunismo da URSS, discordava em muitas coisas da política de Fidel, e  sua ideologia vai muito além de táticas de Guerrilhas e partidos políticos, e sim, como disse Sartre, ele era o homem mais completo de sua época, não por ser um comunista ou por ser considerado erroneamente um Deus da esquerda, mas sim por ser quase que indestrutível, não havia falta de ar que o prejudicasse, não havia nada a ser dito que ele não dissesse, um exemplo é ir contra a URSS em plena guerra fria em um país comunista que obedecia ao bloco, e não havia nada em que acreditasse que não fizesse como abandonar todas as mordomias de líder de estado e sua família pra espalhar a guerrilha na América Latina, pois ir pra Bolívia não era uma alternativa de um derrotado e sim o plano de minar os países com guerrilhas e criar um bloco comunista que fizesse frente à URSS, por isso não ganhou apoio dos partidos comunistas bolivianos além de ser mandado para a região menos provável de se realizar uma guerrilha na Bolívia pela organização mal armada de Fidel Castro, pois como diz sua frase antes da morte: “Diga a Fidel que esse não é o fim, que a revolução acontecerá aqui, hoje ou em qualquer data ou lugar” e acontece até hoje não se vê fotos de Fidel em movimentos sociais e nem a “ideologia” de Fidel sendo lembrada pelos novos lideres de esquerda da América Latina.

8 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. A Veja faz isso não só com o Che. Nesse sentido é bem democrática, sempre publica visões unilaterais, totalmente parciais e sempre critica tudo o que não seja o que eles acreditam ser o liberalismo. Tenho verdadeiro pavor quando alguém vem comentar alguma coisa comigo e diz que é certo porque leu na Veja.

  2. Mas as coisas que estão escritas na Veja a gente nem comenta mais…!

    Beijo!

  3. Eu li essa matéria! Eu não sei muito sobre o ‘Che’, mas com certeza estranhei aquele Lynch no nome.

    Nossa, a matéria é muito nojenta! Isenção jornalística pra quê?! Nojo, nojo, nojo!

    “Atrás desta máscara há mais do que carne. Atrás desta máscara há uma idéia, Sr. Creedy, e idéias são a prova de balas.”
    V

    É isso que a Veja tem que entender. Não é o homem. É a idéia.

  4. Estranho seria se a Veja não tivesse sido tendenciosa desta vez…

  5. Confesso que assim que vi a capa da revista, lembrei de você, João Bino!! =P

  6. Quando eu vi a capa da revista achei ridícula.

    Antes de debater a ridicularidade jornalísitica que é a Veja apenas atentemos ao fato: precisava ser matéria da capa? Só de responder essa pergunta você já sabe se precisa ou não ler a revista.

    Depois não é de se espantar que apareçam coisas assim:

  7. ótimo texto, uma visao diferenciada nãoa pensa de critica a revista mas mostrando os erros ridiculos q a revista impos a guevara.

    sejamos como che

  8. Do mesmo modo que devemos filtrar o que assistimos na TV devemos mais ainda filtrar o que lemos e na minha opinião a Veja deveria sair de circulação…não só por esse caso isolado…mas por todop sensacionalismo que ela impõe aos fatos…E quanto ao Comandante Che Guevara…espero que ele viva em nossos corações e mentes por muitas gerações.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: