iVício

outubro 25, 2007 às 6:43 pm | Publicado em Cotidiano, Sr. Cetecentos Negativos | 4 Comentários

“Já aprendi a viver com a tela acesa na minha frente e os dedos digitando a toda hora. Mas o danado não encalha na quarta-feira? O estranho é que estava tudo bem, eu não estava fazendo nada de mais. “Não pode estar acontecendo, ainda preciso de você”. Mas ele nem ligou, continou na folga. Tive que levar na assistência técnica.

O técnico da loja prometeu que estaria pronto para sexta, e que eu já poderia ir pegar nesse dia. Ainda na quarta, me lembrei de uma porção de sites legais que nunca lembro quando o computador tá em casa, assim como você só lembra de alugar filmes fora da locadora.

Na quinta tive que alugar uns filmes (não falei?) para não entrar em crise. Na sexta-feira, enquanto não dava o horário, o que me salvou foi o pesque-pague, algo que me relaxa muito. Mesmo sabendo que são vidas morrendo, adoro passar horas fisgando esses seres aquáticos com nadadeiras.

Antes mesmo do horário, às 4 da tarde, já estava lá. E acontece justamente o pesadelo que me assombrava: “Não deu tempo, tinha muito conserto”. Não foi fácil disfarçar a expressão de indignação. “Tudo bem, eu entendo… Então fica pronto pra segunda?”. “É, pra segunda posso garantir”. Na minha cabeça ele não garantia nem as calças.

Até cheguei a pensar em ir numa daquelas lan-houses escuras e sombrias, mas nunca me renderia. Aqueles locais nunca me inspiraram vida, nem confiança. Não agüentaria ter que pagar para usar um computador daqueles.

No sábado minha maior diversão foi rever os filmes que tinha alugado na quinta-feira e depois ir devolver na locadora. O domingo tive que passar lendo, vendo a programação hipócrita e péssima da TV e desenhando.

Hoje eu já tava meio chapado, e fui andar no centro da cidade. Só comprei um milk-shake, mas é confortante andar no meio de tanta gente apressada.
Quando era à tarde, fui na assistência e senti a mesma sensação que se deve ter quando um filho volta pra casa. Fiquei até agora há pouco instalando vários programas perdidos, e só estou podendo aproveitar agora a internet. Eu e você somos felizes e não sabemos.”

Texto originalmente escrito em janeiro de 2006 pelo alter-ego de Sr. Cetecentos, mas que se encaixa muito bem numa situação recente da vida dele. Talvez da sua também.

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Chuif… Você não pode escrever um drama tão pesado assim sem colocar um aviso antes!

    Eu me senti na sua posição por um momento e foi horrível! *arrepios* *medo* *pânico* *histeria*

  2. *tapa*

  3. Voltei ao normal. E quem esse WordPress pensa que é pra dizer que estou fazendo comentários muito rápido, hein?! Hunf!

  4. Eu passei um único dia sem computador e quase morri. Mas pelo menos eu sabia que ele estava aqui me esperando. *abraça o monitor*


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: